Instituição

A A ANAF - Associação Nacional de Agentes de Futebol - é uma associação de direito privado, constituída por escritura pública no dia 30 do mês de Dezembro do ano de 2005, no Cartório Notarial de Matosinhos – Dra. Filomena Martins - (publicado no Diário da República – III série nº 70, de 07 de Abril de 2006, página nº 9).


O objectivo geral da ANAF é promover e defender os interesses dos agentes de jogadores licenciados pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF).


Como qualquer associação de classe, a ANAF surgiu pela necessidade que os Agentes de Jogadores licenciados pela FPF sentiram em criar uma organização que defendesse os seus interesses junto das principais instituições que regulam e promovem o Futebol em Portugal. Assim, desde a sua constituição que a ANAF tem vindo a intervir no sentido de, primeiramente, defender os interesses dos Agentes de Jogadores licenciados pela FPF mas também de cooperar com todas as instituições que, directa e indirectamente, promovem e desenvolvem o Futebol em Portugal. Dado o número reduzido de agentes licenciados registados em Portugal – 55 - entendemos que a colaboração de todos é o motor de busca para a prossecução dos objectivos a que a ANAF se propõe. Numa sociedade dominada pelos interesses colectivos, cremos que não faz sentido remar individualmente contra a maré.


A ANAF está também na génese da constituição da Associação Europeia de Agentes (EFAA), órgão que promove os mesmos objectivos da ANAF no âmbito internacional, sendo esta instituição a face na defesa dos interesses institucionais dos Agentes de Jogadores licenciados por diversas Federações internacionais perante a FIFA e demais órgãos internacionais que regulam e promovem o Futebol. Além da ANAF, fazem parte da EFFA outros países, tais como, Inglaterra, Espanha, Itália, Holanda, Alemanha, França, Israel, Polónia, Rússia, Suíça, Bélgica, Bulgária, Áustria, Brasil e Argentina.


Várias iniciativas foram já tomadas pela ANAF no sentido de promover o profissionalismo, rigor e transparência da actividade. Realçamos as reuniões com a Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto, o Ministério das Finanças e Administração Pública, a Associação das Ligas Europeias, a Liga Portuguesa de Futebol Profissional, o Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol e a Associação Nacional de Treinadores de Futebol. A todos, esclarecemos os nossos propósitos, apresentámos propostas de alteração aos respectivos regulamentos legais em vigor, bem como propusemos a celebração de protocolos de cooperação, visando promover boas práticas de gestão no Futebol. Hoje, a ANAF tem assento no Conselho Nacional do Desporto.


Do resultado destas reuniões, cremos que serão dados passos importantes tendentes à melhoria da actividade dos Agentes de Jogadores licenciados e do Futebol em geral.


Só desta forma conseguiremos intervir activamente no panorama desportivo, nacional e internacional, bem como ser ouvidos e respeitados por todos os que, directa e indirectamente, contribuem para este fenómeno global e fantástico que é o Futebol.


Isto porque, para nós, o Futebol não é um fim, é um meio!